quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Biografia - Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa – Biografia
Nascido  a 12 de Dezembro de 1948 em Lisboa , e Professor de Direitos.
Filho de Baltasar Rebelo de Sousa  médico  e  derigente   do  Estado  Novo
E de Maria das Neves  Fernandes Duarte assistente social :apadrinhado por Marcelo Caetano. Durante a juventude foi dirigente associativo e de organizações católica, altura em que integrou a  Acção católica Portuguesa. Ainda hoje é membro de  varias instituições particulares de solidariedade social presidiu à Federação Portuguesa de futebol de 1974 a 1976. Foi presidente da Associação de País da Escola Técnica e Líceal Salesiana de Santo António  na década de 1980, e é membro da Junta Directiva da Fundação da Casa de Bragança desde 1994. Ingressou na Universidade  de  Lisboa em 1966 onde se licenciou em Direito (1971) e doutorou em Ciências  Jurídico  Politico. Professor Catedrático da Faculdade de    Direito da  Universídade de Lisboa foi Presidente do Conselho de Directivo (1985-1989),do  Instituto de Cooperação Jurídica  (2004-2005), e do Instituto de Ciências Jurídico Político desde (2005).  Foi também Professor Catedrático da Faculdade de  Direito da Universidade Católica Portuguesa, professor Catedrático   Convidado da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, bem como da Faculdade de Ciências  Humanas da Universidade  Católica Portuguesa ,pertencendo ainda hoje, á respectiva  Sociedade Científica .Foi negociador do  ante- projecto  da Faculdade de Direito de Bíssau (1998),e presidiu á Comissão Instaladora da Faculdade de Direito da Universidade do Porto (1995-1996) e 2001-2003). É  doutor Honores Causa pela Universidade do Porto.
Marcelo Rebelo de Sousa aderiu ao partido Social Democrata  após a sua fundação, em 1974.
Foi presidente da Comissão Política Distrital de Lisboa ,(1975-1976) e chegou a presidente da Comissão Política Nacional, (1996-1999). Abandona a liderança do PSD ainda antes das eleições legislativas de 1999, sucendo-lhe .Durão Barroso. Também do PSD liderou a Ala Nova Esperança (1983-1985) e foi um dos promotores da adesão ao Partido Popular Europeu (1996).
Foi  deputado à assenbleia Constituinte (1975-1976) presidente da Assembleia Municipal de Cascais   (1979-1982), membro do VIII Governo Constitucional ( primeiro como secretário de Estado da Presidência  do Governo de Ministros, depois como Ministro para os Assuntos Parlamentares), cabeça de lista à Câmara Municipal de Lisboa eleito Variador (1990-1993) presidente da Assembleia Municipal de Celorico de Basto (1997-2009), deputado ao Parlamento Europeu e vice presidente do PPE (1997-1999), membro do conselho de Estado, entre 2000 e2001 e novamente, a partir de 2006,
Com uma longa experiência na Comunicação Social, depois de dirigir o Expresso (1980-1983), fundou e dirigiu o Semanário (1983-1987). Mais tarde ganhou notoriedade no comentário Político, primeiro na TSF, com Exame (1993-1996), depois televisão, colaborando no jornal Nacional da TVI ( 2000-2004), e novamente desde ( 2010).E com as Escolhas de Marcelo, na RTP1 ( 2005-2010).  
Recebe a Comenda da Ordem de Santiago de Espanha (1994) e a Grã – Crus da ordem do Infante D. Henrique (2005).    
 O professor Marcelo é um homem de H. Grande: para descrever todo o seu trabalho, as suas obras, de bom feitor, culturais e sociais, precisava de muito tempo; Preferia ir pelas boas acções que conheço pessoalmente: aqui dentro de Celorico.
A estrada Amarante Celorico, e  porque esta?...
É simples esta via não tem nada de politica, a variante foi um contrato entre as empresas de transportes públicos e as câmaras de Amarante, Celorico, Mondim, Cabeceiras, e Ribeira de Pena, e os caminhos de ferro, CP.Só que desse contrato não se sabe muito ; Ou nem  todos.
Avinda do professor há Autarquia de Celorico foi um  dos  últimos pedido de seu  Paí!  Para abrir as portas a Celorico: pedido esse que já vinha do tempo de seu Avô,como  o  Pai Baltazar Rebelo de Sousa  prometeu esse comprimento  só que foi adiando, adiando, e nunca o fez
Foi então que pediu ao filho para não fazer  o mesmo : mas que o fizesse em nome do  Avô .
Ao  chegar teve que trabalhar muito e lutar contra os políticos e vizinhos por isso é que a  auto via  chegou  apenas ao ato de lordelo   veade .A biblioteca é o fundador e dador de mais de quatro, ou cinco, mil livros outros obgjectos de grande valor e antiguidade .
Humanitariamente  tanho conhecimento de muito,boua  gente osufiu da sua boua  vontade; Mas uma que deixa um pouco admirado é de uma senhora dos lados, entre Fermil e Gandarela, ao ter conhecimento  que o professor encontrava na sua residência em Fermil  a dita senhora desloca-se ate lá , e ao chegar apenas  perguntou ao proprietário , o senhor professor está , o homem só teve tempo para dizer sim: a dita mulher sobe as escadas e bate há porta entra o homem;  O homem 0lha para a sr. Fecha o livro e pergunta-lhe o ela desejava com tanta aflição: a senhora atrapalhada diz as suas desculpas  e proclama  a  minha filha esta muito doente vai morrer só porque eu não tanho dinheiro.
O  professor  pergunta-lhe  quem é o Medico e quanto custa, e  pagou  a operação da menina .
As eu pessoalmente pedi-lhe  ajuda  para o convívio dos ex combatentes do batalhão a que eu pertenci  e quando lhe falo ele não me deu tempo para continuar rapa do livro de chueques  e pergunta  quanto é preciso; Eu respondi peço mas não estou a pedir dinheiro mas sim outro  tipo ajuda : como a traves da TV. Esta é verídica não foi as escuras mas sim de dia, e em dia de eleições e na sede junta desta freguesa, na presença de diversas pessoas.

Sem comentários:

Enviar um comentário